A doença desencadeada de acordo com o sentir

Frente ao exposto no texto anterior, já se pode certamente compreender, até mesmo com uma lógica, sobre o que é a doença, o programa biológico de sobrevivência. E agora trago um exemplo, considerado à luz das Leis Biológicas, que evidencia a linguagem do corpo, as metáforas apresentadas em forma de doença, mas trazendo a intenção positiva, a intenção biológica de sobrevivência, demonstrando que aquilo que a boca fala, o cérebro registra e o corpo mostra.

Então, supondo que uma mulher surpreende seu marido no flagra, na cama com outra mulher, o conflito pode ser vivido ou sentido de diferentes maneiras:

Faz-se um conflito de frustração sexual, no qual pergunta-se: por que mantém relações sexuais com ela e não comigo? Órgão alterado: colo do útero (ulceração na fase de Conflito Ativo – C.A., e regeneração do tecido ulcerado na Fase de Resolução – P.C.L.).

Ou um conflito de desvalorização, em que diz a si mesma: contra esta mulher jovem não tenho nenhuma oportunidade! Órgão alterado/doença: vértebras lombares, ossos da pélvis ou sífilis (necrose óssea na fase – C.A. e recalcificação óssea na fase – P.C.L.

Ou um conflito de medo/asco. Se for uma prostituta, pergunta-se: por que foi para a cama com esta vagabunda? No nível orgânico, manifesta-se como uma hipoglicemia (ilhotas alfa do pâncreas e fígado).

Ou um conflito de marcação de território, no qual pergunta-se: e agora qual será o meu lugar? No nível orgânico, manifesta-se com uma ulceração da bexiga (C.A.) e na fase de solução (P.C.L. , regeneração do tecido ulcerado com uma inflamação da bexiga.

Ou se não ama o seu marido, ou inclusive tem um amante, não tem nenhum disparador de conflito.

Tudo depende de como vive essa situação conflituosa, singularmente, daí o sistema biológico de sobrevivência, desencadeado para poder ser diferente para cada um, mas sempre com um sentido biológico muito determinado.

Pois bem, exemplos comuns foram relacionados anteriormente, o que acredito que possa traduzir a importância de se olhar para a doença por um outro prisma e considerar a relevância de se conhecer sobre o funcionamento do corpo, sua linguagem e suas metáforas, que este depósito de memórias usa para nos falar e para ousarmos atuar no contexto da saúde.

Também desejo que essa escrita tenha favorecido um novo olhar para a doença, acolhendo-a e agradecendo sobre o que ela tem a dizer. Qual a metáfora que o corpo está contando para escutar este grito da alma chamando para despertar para a vida? Tomar a vida!

 Assim, concluo este passeio com Nietzsche dizendo “Não gostaria de despedir-me ingratamente daquele tempo de severa enfermidade, cujo benefício ainda hoje não se esgotou para mim: assim como estou plenamente cônscio das vantagens que a minha instável saúde me dá, em relação a todos os robustos de espírito” – Nietzsche, Gaia Ciência, prólogo §3.

Referências bibliográficas

Este material foi construído com pesquisas e anotações próprias coletadas em cursos e workshops, também dos seus estudos para o título de “Mestre em Psicologia – Doenças Psicossomáticas”, apostilas de vários cursos dentro do tema.

  • Champetier de Ribes, Brigitte, Constelar La Enfermidade desde las comprensiones de Hellinger y Hamer – Gaia Ediciones, Espanha, 2011
  • Champetier de Ribes, Brigitte, Empezar a Constelar – Gaia Ediciones, Espanha
  • Champetier de Ribes, Brigitte, Las Fuerzas del Amor – Las nuevas Constelaciones familiares, Gaia Ediciones, Espanha, 2017
  • Dethlefsen ,Thorward e Dahlke, Rüdger – A Doença Como Caminho – Ed. Cultrix – 1983
  • Flèche, Christian, Biodecodage – “Tratar a origem emocional de todos os sintomas”-  São Paulo : Andreoli, 2020
  • Flèche, Christian – El Cuerpo como Herramienta de Curacion – Ed. Obelisco
  • Hamer, R. G. Sumary of the New Nedicine – Amici di Dirk. Ediciones de la Nueva Medicina S.L., E-Fuergirola, Spain, 2000.
  • Hausner S. – Constelações Familiares e o Caminho da Cura – Ed.; Cultrix – 2010
  • Hellinger, Bert, A Leis da Cura – Estar bem e continuar bem, Ed Marcador, Lisboa 2020
  • Levita, Sara Gloria – Sanar en el alma, curar em el cuorpo – salut, sintomas y enfermidades en las constelaciones familiares- Buenos Aires -: Ediciones B, 2015
  • Mambrelli, Giorgio y Seraphin, Jean , La Medicina Patas Arriba – Ed. Obelisco, Argentina
  • Pellizzari, Pierre, Me há tratado com La Nueva Medicina Del Doctor Hame, Ed. Obelisco, Argentina
  • Rüdger Dahlke, A Doença como Linguagem da Alma – Ed. Cultrix – 1992
  • Rupert Sheldrake, Una Nueva ciência de la Vida, Editorial Kairós, 1981
  • Simonton, O. C., Com a vida de novo, – Ed.  Summus, 1987.

Se não leu, te convido a ler os textos anteriores que fazem parte desta série:

A doença é um grito da alma que chama para a vida

As doenças sob a ótica das constelações sistêmicas

Entender a doença para compreender a vida

Olhando para as doenças: casos concretos

Veja mais:

Workshop abordará constelações de saúde

Publicado: 20 de julho de 2021

As constelações são uma excelente ferramenta para se trabalhar diversos temas, entre eles, a saúde. Para ajudar a entender o que desencadeia as doenças e de que forma as constelações podem auxiliar, a Vera Boeing Desenvolvimento de Pessoas promove, em 31 de julho, sábado, a partir das 8h30, um workshop de constelações de saúde. O […]

2º Congresso Internacional de Consciência Sistêmica ainda tem ingressos para a modalidade on-line

Publicado: 15 de junho de 2021

O 2º Congresso Internacional de Consciência Sistêmica acontecerá nos dias 2, 3 e 4 de julho. Há duas opções de formato: presencial, em Lisboa, e on-line, para quem desejar acompanhar de forma remota. Promovido pelo Espaço Amar, o evento contará com 44 workshops, 22 palestras e 57 palestrantes de 11 países – entre eles, a […]

A doença desencadeada de acordo com o sentir

Publicado: 24 de maio de 2021

Frente ao exposto no texto anterior, já se pode certamente compreender, até mesmo com uma lógica, sobre o que é a doença, o programa biológico de sobrevivência. E agora trago um exemplo, considerado à luz das Leis Biológicas, que evidencia a linguagem do corpo, as metáforas apresentadas em forma de doença, mas trazendo a intenção […]

Olhando para as doenças: casos concretos

Publicado: 14 de maio de 2021

No texto anterior, você compreendeu melhor as dinâmicas das doenças e, agora, podemos olhar para casos concretos e, quem sabe, também curar a alma e tomar a vida com mais força. Portanto, aqui, apresento conteúdos biológicos segundo Dr. Hamer, e sistêmicos, no olhar de Hellinger. Olhamos, então, para uma decodificação baseada na biologia, acima de […]

Entender a doença para compreender a vida

Publicado: 6 de maio de 2021

Agora que você já sabe sobre as fases da doença, vamos olhar para alguns sintomas e dinâmicas observadas nas constelações? Vamos entender a doença para compreender a vida. “Ter saúde significa muito mais do que não apresentar nenhuma doença física.” Johnny De Carli Nosso corpo é um depósito de memórias. Ele conta a história. É […]

Workshop de constelações sistêmicas foca no nascimento

Publicado: 19 de abril de 2021

A Vera Boeing Desenvolvimento de Pessoas organiza, em 21 de abril (quarta-feira), mais um workshop de constelações sistêmicas, desta vez voltado ao nascimento. Constelando esse momento, abre-se a possibilidade de solucionar traumas que impactam em situações cotidianas e nos nossos relacionamentos. Para constelar, é necessário efetuar o pagamento de R$ 230,00 para o PIX 41999682687. […]

As doenças sob a ótica das constelações sistêmicas

Publicado: 13 de abril de 2021

Agora que você já entendeu, com o texto anterior, o motivo de eu dizer que a doença é um grito da alma que chama para a vida, vamos continuar nossa reflexão. A necessidade de ordem e de pertencimento permite a coesão do sistema familiar. A necessidade para a compensação ou equilíbrio cria movimento para a […]

A doença é um grito da alma que nos chama para a vida

Publicado:

  Inicio parafraseando Dalai Lama, quando diz que “Não existe nada absoluto, tudo é relativo. Por isso devemos julgar de acordo com as circunstâncias”. Portanto, não aceite nada que não tenha experimentado. Duvide de tudo antes de experimentar, porque cada um tem uma compreensão diferente e isso é o que nos diferencia na vida, e […]